.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. MEU DEVANEAR

. O VERDADEIRO E O MENTIROS...

. SAUDADES DUMA VELHINHA

. DO VENTO NORTE ME LEMBREI

. AVE SOLITÁRIA

. ESCRAVO DA AMBIÇÃO (O EGO...

. A SUPORTAR O MAL

. OLHANDO O SEU PASSADO

. AMOR É DOCE MOSTO NUM SER

. DISCURSOS SÃO PALAVRAS BU...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Janeiro 2018

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favorito

. INTRANQUILO

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 17 de Agosto de 2008

DA VARANDA GOSTO DE TUDO OLHAR

 
 Da varanda gosto do espaço olhar
E tudo o mais que a circunda
Gente em azáfama nas ruas a passar
Crianças que gritam na escola a brincar
Em encantadora barafunda
 
Por vezes noto uma na rua a correr
Carregando desordenada a sacola
Apercebo-me que vai aflita a valer
Porque certamente um castigo vai ter
Por chegar atrasada à escola
 
Avisto no alto duma chaminé
Uma cegonha que não se espanta
Por estar a admirá-la tão ao pé
Que é tão próximo que até
Me admira como voo não levanta
 
Num telhado distante me acostumo
A ver pombos ao sol em vida regalada
E nele uma chaminé que deita fumo
E os pombos que levantam voo sem rumo
Em eufórica debandada
 
 E os pardais sempre em movimento
Voando de telhado p'ra telhado com afã
No seu jeito aguerrido, barulhento,
Que originam em qualquer momento
Grande turbulência no clã
 
Algum mais desinibido vem chilrear
Perto de mim na parede da varanda
Com palavras o começo a aliciar
P'ra no meu ombro vir pousar
Que desconfiado logo voa p'rá outra banda
 
Reparo em pintassilgos comendo
Sementes d'erva que num quintal abunda
Enquanto a fome vão satisfazendo
Alguns cantares, felizes vão tecendo,
O contentamento os inunda
 
Dois gatos em luta feroz e crua
Sobre um muro se arranham, mordem sem tento,
E um cão furioso lhes ladra da rua
Danado p'ra na briga entrar que se acentua
Que não pára um momento
 
Um homem a Lua observa
Comentando os seus vaticínios
E como ela de alvura se conserva!
Linda, divina, da Terra serva,
É a mão do Criador com seus desígnios
 
Depois desvio minha atenção
P'rá andorinha que veloz no céu voa
E tudo me enche o coração
De natural encanto, d'emoção,
E fico divagando à toa
 
          João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 21:50

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres