.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O VERDADEIRO E O MENTIROS...

. SAUDADES DUMA VELHINHA

. MEU DEVANEAR

. DO VENTO NORTE ME LEMBREI

. AVE SOLITÁRIA

. ESCRAVO DA AMBIÇÃO (O EGO...

. A SUPORTAR O MAL

. OLHANDO O SEU PASSADO

. AMOR É DOCE MOSTO NUM SER

. DISCURSOS SÃO PALAVRAS BU...

.arquivos

. Maio 2018

. Janeiro 2018

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favorito

. INTRANQUILO

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

CARTAS DO NOSSO AMOR, POMBAS BRANCAS

Ver imagem em tamanho real
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Cartas te lavrava com ardor
Com mãos, coração frementes que te ansiavam,
Pombas brancas imaculadas que até ti voavam
Ligeiras, transmitindo-te o meu amor
 
Voando graciosas sem rumor
Nas tuas mãos, felizes pousavam,
E meigamente por mim te beijavam
E eu longe cismava sentir esse sabor
 
E ficavam descansando no teu pombal
Que era o teu todo divinal
Com quem em delírio sonhando vivia
 
E tu as tuas soltavas ternamente
Que vinham até mim docemente
Pombas brancas amenizando minha nostalgia
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 17:45

link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

A POESIA ARDE EM MEU PEITO

Ver imagem em tamanho real
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Poesia é em meu peito um vulcão
Em actividade permanente
Amor que arde incessantemente
Jamais se extinguindo a sua combustão
 
Poesia é chama no meu coração
Que crepita intensa, veemente,
Me aquece, me empolga fremente,
Que imagino e lavro com sofreguidão
 
Assim, minha poesia é o confessar,
Da minha maneira de na vida estar
É desilusão, é sofrimento, é dor,
 
É não me resignar sobretudo
Por não ver o bem em todo o mundo
Um sorriso em toda a gente com amor
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 16:15

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Ó DEUS! MOSTRA-ME A MÃE QUE EU TINHA!

Ver imagem em tamanho real 
 
 
 
 
 
  
 
 
 
 
 
 Olho tristemente desiludido
Em abstracto o firmamento
Meditando sem discernimento
No destino das vidas indefinido
 
E fico deveras deprimido
Co'a alma massacrada p'lo tormento
Olhando sempre o céu com o pensamento
De Deus me surgir d'esperança vestido
 
Repleto d'amor, verdade, benevolência,
Na sua iluminada magnificência
E eu crente na esperança que Dele advém!
 
Rogar-lhe, talvez leviandade minha,
Que me mostre a mãe que eu tinha
Que na sua companhia por certo tem
 
            João M. Grazina (Jodro) 
publicado por CAMAGE às 12:16

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

O TEMPO APAGA A MOCIDADE

 
 Minha mocidade foi meu florir
Tal como flor jovem em terra plantada
Florindo o Mundo linda perfumada
Eu abrindo a todos, sincero, meu sorrir
 
Mas o tempo passando cruel veio esvair
Nossa mocidade por ele foi apagada
A flor murchou, foi da terra arrancada,
Eu a terra, a nada, me vou reduzir
 
De mocidade meu pensamento inundo
Bem olho para trás no tempo a chamá-la
Não a vejo, já está longe do meu mundo,
 
Só me resta tristemente chorá-la
Velho, já energia não difundo,
Já força não tenho para ir lá buscá-la
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 18:34

link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Janeiro de 2010

A MENTIRA, FARSA EVIDENTE!

 
 Gostava mas jamais consigo
Ver no Homem só verdade
O desejado apogeu da sinceridade
Que já sem esperança persigo
 
Porqu'a mentira que rejeito e maldigo
Subtilmente mascarada de probidade
Dominará sempre a Humanidade
Desencantado e triste o predigo
 
E não me apelidem de pessimista
De visionário ou fantasista
Porque se vê, nota-se, é clarividente!
 
Qu'a mentira é no Homem supremacia
E assim, medito despido d'alegria,
Que a vida é uma farsa evidente
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 19:51

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

AMOR, EMPOLGANTE SENTIMENTO!

 

 

 O amor é um empolgante sentimento

Que nos deixa o coração a palpitar

Desordenado, quando uma mulher ao olhar,
 Nos origina estranho sentimento
 
Que nos deslumbra nos deixa sem tento
Delirando perturbados a meditar
Nessa mulher que passámos a amar
Qu'enlevados ansiamos p'ra nosso contento
 
O amor é dentro do peito sentir
O coração feliz, afectuoso a sorrir,
Pois qu'a mulher que ama lhe sorri com rubor
 
É colher uma rosa vermelha de mansinho
E pôr-lha junto ao coração com carinho
Ah! como é empolgante o amor!
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 17:39

link do post | comentar | favorito