.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. MEU DEVANEAR

. O VERDADEIRO E O MENTIROS...

. SAUDADES DUMA VELHINHA

. DO VENTO NORTE ME LEMBREI

. AVE SOLITÁRIA

. ESCRAVO DA AMBIÇÃO (O EGO...

. A SUPORTAR O MAL

. OLHANDO O SEU PASSADO

. AMOR É DOCE MOSTO NUM SER

. DISCURSOS SÃO PALAVRAS BU...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Janeiro 2018

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favorito

. INTRANQUILO

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

A ESPERANÇA DO PESCADOR

 

 De súbito o mar se enfurece
E sobre o pescador arremete sem tento
Qu'em frágil barco pesca p'ra seu sustento
A necessidade assim o estabelece
 
Mas o mar enlouquecido parece
Espicaçado pelo feroz vento
E ao pescador só a esp'rança dá alento
Mas a fúria da procela o esmorece
 
Mas sempre lutando e a Deus a rezar
A esperança volta em si a vibrar
Pois que ao longe terra enxerga
 
A esperança é um sentir qu'o domina
Que o coração ternamente lhe ilumina
Pobre pescador, será que a terra chega?
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 12:06

link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

VIDA, ESTRADA DE ALTOS E BAIXOS

Ver imagem em tamanho real
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  De altos e baixos é feita a vida 
 Estrada que não vemos mas que seguimos
Naturalmente, que descemos e subimos,
Conforme  pelo destino foi concebida
 
Que talhou para assim ser cumprida
Por todos nós sem seu desígnio atingirmos
Dele à ignorância nos reduzirmos
Originando-nos aflição incontida
 
E assim vivemos na intranquilidade
Receando que a adversidade
Nos tolha a qualquer momento
 
Mas sempre uma chama em nossos corações
Arde, crepita, alteia em vibrações,
É a esp'rança abrandando nosso tormento
 
           João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 19:52

link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

A VIDA TODOS PENAMOS

 
Ver imagem em tamanho real
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 A vida penando andamos
Uns mais outros menos penas
Umas mais duras outras mais amenas
Com ou sem justeza todos penamos
 
E as penas cumprindo vamos
Almas aflitas ou algo serenas
A Natureza impõe que só e apenas
Sob a terra as penas acabamos
 
Há em nossas almas penas d'amor
Não correspondido ou que com furor
A morte nos levou sem razão
 
Até nossa mãe nela desaparece
A pena mais cruciante que se padece
A mais forte de todas que em nós estão
 
            João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 20:54

link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Fevereiro de 2009

CRIANÇAS ME DESPERTAM SAUDADE

 
 
 Paro feliz a ver crianças a brincar
Nas ruas, contentes falando, gritando,
E a olhá-las fico a sorrir meditando
É a sua forma da vida interpretar
 
A maneira de brincando expressar
Com inocência o que estão desejando
Os corações de júbilo palpitando
O singelo modo de na vida estar
 
Crianças na rua a brincar m'enlevo a ver
Que fazem de saudade estremecer
Meu coração porque criança fui também
 
E afasto-me caminhando lentamente
Sempre as crianças olhando sorridente
A cismar no belo que suas almas contêm
 
             João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 19:55

link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

VERSOS MEUS

 

Ver imagem em tamanho real
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  Com as palavras frases faço
Com as frases componho poemas
Sobre a vida com seus temas
Tecendo-os em rimas me satisfaço
 
Por certo tosca a forma como os traço
Mas sempre a expressar as penas
Das pessoas sem sorte que sofrem apenas
Porque esta não as acolheu no seu regaço
 
E as palavras, as frases versos meus,
Encaminho na direcção de Deus
Suplicando-lhe humildemente
 
Qu'a terra seja fértil em toda a parte
Qu'a verdade, o amor o Homem não farte,
Qu'a sorte seja igual p'ra toda a gente
 
             João M. Grazina (Jodro)
publicado por CAMAGE às 15:43

link do post | comentar | favorito